PLANO
INDIVIDUAL

Mensal

R$ 33,90

Anual com desconto

R$ 339,00

Economize 2 parcelas

Sem carência para emergências e atendimento de urgência

Plano
Empresarial

Mensal

R$ 24,90

A partir de 3 vidas

Possibilidade de isenção de carência. Inclui documentação Ortodôntica

Ligação gratuita
Fale com um consultor:

(11) 4003-3644

Nós ligamos para você


* Apenas para pessoa física

Coberturas

Coberturas

Emergências e Urgência

Tratamento de canal

Restauração

Extração de siso

Obturação

Limpeza

Cirurgias

Documentação

Exames

RECEBER LIGAÇÃO
plano de saúde odontológico

plano de saúde odontológico

plano de saúde odontológico

O plano de saúde odontológico e tudo o que nele existe

O tratamento adequado com a cavidade interna bucal precisa se tornar um hábito na vida de todas as pessoas, já que o mau funcionamento dessa região afeta o corpo como um todo. Como se tem conhecimento, uma simples e inofensiva dor de dente pode ficar mais grave em pouco tempo e impedir que o sujeito consiga continuar com as atividades básicas diárias, pois o quadro pode piorar rapidamente. Nesse contexto, em busca de um maior cuidado com a área da boca, é recomendável a contratação do plano de saúde odontológico.

A partir de um custo mais acessível e da conscientização da população a respeito da necessidade de cuidar da saúde bucal, a contratação do plano de saúde odontológico tem se popularizado cada vez mais. Nos dias de hoje, já existem variados tipos de convênios voltados para pessoas de qualquer idade, necessidade e renda mensal.

Em tal contexto, vale destacar que os problemas e doenças bucais podem afetar outras áreas do corpo e provocar dores de cabeça, mandíbula, dente, além de causar dificuldades nas funções de mastigação, fala e respiração. Fora isso, se não forem tratadas, as doenças e problemas bucais ainda podem ocasionar o enfraquecimento ou perda dos dentes. Para evitar tais consequências negativas, os especialistas indicam visitas frequentes ao consultório odontológico e, para economizar nesse processo, vale a pena contratar um plano de saúde odontológico.

Vantagens de se contratar um plano de saúde odontológico

Há vários benefícios para as pessoas que desejam contratar um plano de saúde odontológico, como os preços bastante acessíveis e a ampla quantidade de cobertura de procedimentos. Dessa maneira, o cliente começa a ter o hábito de frequentar o consultório odontológico mais vezes, então torna-se mais eficiente a prevenção de problemas ou doenças bucais, proporcionando um melhor da saúde bucal.

Nos dias de hoje, ainda que tenha um grande número de profissionais da odontologia no Brasil, não são todas as pessoas que pensam ser importante procurá-los no tempo recomendado, que é de, no mínimo, duas vezes por ano. Isso acontece porque o preço das consultas e tratamentos em clínicas particulares pode ser muito alto para a boa parte da população, então o plano de saúde odontológico surge como uma opção com atraente custo-benefício para o cliente.

Em tal sentido, com a contratação de um plano de saúde odontológico, o cliente tem acesso a uma cobertura específica oferecida pelo plano, mas, de modo geral, todos eles fornecem as seguintes vantagens:

  • Cobertura em todo o Brasil;
  • Remoção de siso;
  • Urgência e emergência;
  • Profilaxia (limpeza);
  • Endodontia (tratamento de canal);
  • Consultas e exames;
  • Pequenas cirurgias;
  • Tratamento da halitose (mau hálito);
  • Ortodontia (colocação, manutenção e remoção de aparelho ortodôntico);
  • Periodontia (tratamento de gengiva).

A exigência da ANS por uma cobertura do plano de saúde odontológico

plano de saúde odontológicoExistem vários tipos de tratamentos em consultórios cobertos pelo plano de saúde odontológico, tanto estéticos quanto preventivos e corretivos. Com o avanço tecnológico, os procedimentos odontológicos se tornaram mais rápidos, eficientes e seguros. Por conta disso, é difícil ter um problema bucal que não seja solucionado de forma correta no dentista, ao menos que o paciente tenha demorado um tempo muito longo para buscar auxílio e, com isso, exista a necessidade de realizar a exodontia (retirada do dente), já que o caso se agravou.

Em tal contexto, segundo a agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), há uma lista mínima de procedimentos com os quais todos os convênios necessitam arcar, em que estão incluídos os procedimentos de nível baixo, os procedimentos de nível médio e os procedimentos de nível alto.

No primeiro caso, estão a aplicação de flúor, profilaxia (limpeza), restauração e tratamento de cáries, remoção de tártaro, consulta inicial para avaliação. Já na segunda modalidade, existem os curativos, suturas, periodontia (tratamento e cirurgia da gengiva) e colagem de fragmentos. Por último, entram a endodontia (tratamento de canal), exodontia (extração dos dentes), biópsia e cirurgias de pequeno porte.

Fora isso, todos os tipos de plano de saúde odontológico são obrigados a ter as radiografias inclusas. Em tal caso, existem a radiografia oclusal (serve para acompanhar o nascimento e crescimento do dente), radiografia periapical (exame de coroas, raízes e ossos dos dentes) e radiografia bite-wing (serve para ver o alinhamento entre as arcadas dentárias).

Saiba como optar por um plano de saúde odontológico

O plano de saúde odontológico é uma opção que tem ficado muito popular com o passar do tempo, já que a assistência odontológica se tornou mais acessível com o passar dos anos. Como foi possível perceber, há vários benefícios ao contratar esse tipo de plano, dentre eles a maior comodidade e facilidade em agendar consultas e exames, tratar doenças bucais e também preveni-las com o auxílio de equipes especializadas e de confiança.

Mas para optar por um bom plano de saúde odontológico, é necessário elencar critérios para a seleção. Nesse contexto, é necessário analisar todas as opções com cuidados. Dentre os critérios a serem usados em tal etapa, destacam-se:

  • Acesso à variedade de tratamentos preventivos e corretivos;
  • Acesso à urgência e emergência 24h;
  • Custo-benefício;
  • Equipes altamente capacitadas e especializadas;
  • Diversas especialidades da odontologia.

Conheça os tipos de plano de saúde odontológico

No momento de buscar por um plano de saúde odontológico, é normal que as pessoas pesquisem a respeito do preço e a cobertura, para que consigam evitar e tratar problemas e doenças bucais. Por isso, é importante avaliar as opções com cautela para escolher a modalidade que apresente o melhor custo-benefício.

Em tal sentido, pode ser escolhido o plano odontológico individual. Esse é um dos mais utilizados atualmente, permitindo ao indivíduo realizar diferentes tipos de procedimentos que estão cobertos no convênio. O plano de saúde odontológico individual é indicado para quem não deseja incluir outras pessoas e não tem um convênio da empresa. Por outro lado, ele costuma ser um dos tipos de convênios com preço mais alto.

O plano odontológico empresarial

Há também o plano odontológico empresarial. Tal plano pode ser contratado por uma empresa privada ou pública, sendo uma modalidade de plano muito barata e ainda pode ser descontada diretamente na folha de pagamento. Ele pode ser adquirido por empresas de pequeno, médio e grande porte. Dessa maneira, o beneficiado não tem nenhuma relação com as burocracias ou boletos mensais do plano, já que é a própria empresa ou, em certos casos, alguma empresa terceirizada, que se encarrega da responsabilidade.

O plano odontológico familiar

Por último, é possível também contratar o plano odontológico familiar. Considerada uma das opções mais vantajosas no mercado da odontologia, esse plano autoriza que seja possível incluir os filhos, o casal, os pais e as mães dos contratantes do convênio. Para que seja uma opção vantajosa financeiramente, é preciso analisar o perfil dos dependentes, levando em conta questões como a idade, as doenças pré-existentes e o estilo de vida de cada um. Afinal de contas, todas essas questões influenciam no valor final do plano.

Tome nota das causas do mau hálito

O mau hálito é um problema extremamente comum que pode afetar qualquer pessoa, tanto por motivos bucais quanto extrabucais. Em tal sentido, há tratamento para mau hálito, mas primeiramente é importante descobrir as causas do seu surgimento por conta de uma consulta com um dentista altamente qualificado e de confiança pelo plano de saúde odontológico.

Dessa maneira, ao contrário do que diversas pessoas imaginam, a halitose, que é outro nome para o mau hálito, não é resultado apenas de uma má higienização bucal. Alguns pacientes têm doenças extrabucais que causam mau hálito e nem sabem disso. Em tais casos, o odor desagradável é apenas um sintoma de um problema de saúde que pode ser ainda mais grave, por isso buscar auxílio profissional é muito importante.

Em tal contexto, é preciso que o indivíduo esteja atento aos outros sintomas que surgirem para que possa relatá-los ao dentista no dia da consulta, para que assim o profissional possa dar o diagnóstico e tratamento ideal para saber tratar o problema. De modo geral, as doenças bucais que apresentam o mau hálito são:

  • Doenças periodontais: a gengivite (inflamação na gengiva) e periodontite (inflamação severa na gengiva) afeta negativamente a qualidade ideal da saúde bucal, causando problemas como o mau hálito, além de poder provocar a perda parcial ou total dos dentes;
  • Cáries: originadas devido à proliferação de bactérias na boca, as cáries provocam a desmineralização (perda de minerais) no esmalte do dente, podendo causar também o mau hálito;
  • Tártaros: no momento em que as placas bacterianas não são corretamente eliminadas na escovação, elas podem se calcificar, formando assim os tártaros;
  • Língua saburrosa: placa bacteriana amarela ou branca originada na língua por causa da baixa produção de saliva.

Como foi comentado, fora os fatores bucais, existem os fatores extrabucais que causam o mau hálito. Nesse caso, estão incluídas doenças renais. Se os rins não estão funcionando da maneira ideal, o organismo passa a acumular ureia e, em estágio severo, pode deixar o hálito com odor de urina. Além disso, se o diabético parar de tomar a insulina ou não conseguir controlar a doença.

Entenda como surge a halitose

plano de saúde odontológicoAliás, a sinusite, amigdalite, rinite e bronquite são algumas doenças respiratórias que liberam catarro ou secreção no pulmão, promovendo o aparecimento da halitose. As doenças do aparelho digestivo, como o refluxo gastroesofágico e a gastrite, também conseguem liberar o odor via oral e ocasionar a halitose. Por último, há as doenças hepáticas. Isso porque as doenças que atacam o fígado, estimulam a liberação de substâncias a partir das vias aéreas, provocando o mau hálito.

O tratamento da halitose pelo plano de saúde odontológico

Para saber qual é o tratamento certo para o mau hálito no dentista, o paciente deve descobrir se é portador de alguma das doenças bucais que provocam esse problema. Dessa maneira, já no consultório odontológico, o profissional realiza o diagnóstico da halitose a partir de questionário e conversa para saber os hábitos e históricos de doença do paciente, analisando também a área bucal. Aliás, também podem ser solicitados exames.

Caso o dentista do plano de saúde odontológico, constatar que o paciente não tem nenhum problema bucal, ele vai encaminhá-lo para o especialista mais adequado. Mas se o problema for bucal, ele pode começar o tratamento mais recomendado de acordo com a doença bucal diagnosticada, possibilitando a eliminação desse problema.

Mas, melhor ainda é evitar o mau hálito. Para isso, é necessário aderir a hábitos básicos de vida que, posteriormente, trarão resultados benéficos para a saúde bucal. Em tal caso, certos cuidados necessários para sempre manter o bom hálito envolve a correta higienização bucal diária.

Dessa maneira, é preciso fazer a higienização bucal completa e adequada todos os dias, pelo menos três vezes, unindo escovação e fio dental. Depois da última refeição, logo antes de dormir, é indicado também usar o antisséptico bucal, já que a baixa produção da saliva durante o sono facilita a proliferação de bactérias, então o antisséptico ajuda a deixar o local higienizado por mais tempo.

Fora isso, o recomendado não passar muito tempo sem comer, já que o jejum prolongado ocasiona o surgimento da halitose. Em relação à alimentação, também é preciso beber, no mínimo, dois litros de água durante o dia, para que assim a boca fique sempre hidratada.

Os sintomas da doença periodontal

A inflamação na gengiva aparece por conta do acúmulo de bactérias na região bucal, já que provavelmente a pessoa não realiza corretamente a higienização diária. Por conta disso, as placas bacterianas não são eliminadas e, caso se calcifiquem, transformam-se em tártaros, ocasionando a irritação da gengiva.

Em tal contexto, a gengivite é o estágio inicial da doença periodontal. Os sintomas podem ser bem diversos, mas é preciso buscar rapidamente por um dentista pelo plano de saúde odontológico ao sentir algum dos sinais do problema, porque se não for tratado logo pelo plano de saúde odontológico pode desenvolver a periodontite, que é considerada uma inflamação ainda mais severa da gengiva.

É importante destacar que a má higienização bucal feita todos os dias pode resultar em diferentes problemas ou doenças, dentre eles a gengivite. Tal doença periodontal é uma inflamação na gengiva que provoca dor na região, mau hálito e surgimento de tons avermelhados e escuros na gengiva.

Como se tem conhecimento, a qualidade da cavidade interna bucal depende de alguns integrantes, como dentes, língua e gengiva. Afinal, quando um deles não está totalmente saudável, toda a região da boca se torna comprometida. Em tal sentido, os principais sintomas da doença periodontal consistem em:

  • Sangramento: na hora de passar o fio dental ou a escova de dente, a pessoa pode notar que a gengiva sangra, pois o local se torna muito sensível a qualquer movimento;
  • Retração gengival: esse é um problema bucal que pode ocasionar outros, como acúmulo de placas bacterianas, promovendo o surgimento de cáries e tártaros. Além disso, a retração gengival pode causar danificação óssea, hipersensibilidade e perda do dente. Para identificá-la, o dentista do plano de saúde odontológico analisa se houve um deslocamento da gengiva, ocasionando assim a exposição do dente. Com o objetivo de tratá-la, o procedimento mais comum é o enxerto gengival;
  • Inchaço: como está inflamada, a gengiva apresenta um inchaço e pode causar dor;
  • Mau hálito: incômodo tanto para quem possui quanto para quem está ao redor, o mau hálito pode sumir caso a gengivite seja tratada.

Por ser um problema bucal mais delicado, é necessário não tentar curá-lo em casa, já que é necessário o acompanhamento de um dentista pelo plano de saúde odontológico em situações como essa. Entretanto, ele pode evitar tal problema ao seguir procedimentos básicos de higienização da boca, como a utilização da escova de dente, fio dental e antisséptico bucal todos os dias.

Saiba mais sobre o tratamento da doença periodontal pelo plano de saúde odontológico

Ainda que os sintomas da doença periodontal sejam muito incômodos, vale a pena destacar que tal problema tem cura no consultório odontológico, com a ajuda de um profissional bem capacitado e, de preferência, conveniado pelo plano de saúde odontológico. Para tratar o problema, é importante primeiro passar por uma avaliação do dentista, que investiga o caso e indica a solução ideal para ele.

Já para fazer o diagnóstico de gengivite ou periodontite, por exemplo, o dentista realiza uma análise minuciosa da saúde bucal do paciente, além de promover uma conversa e um questionário com ele para saber os hábitos, sintomas e histórico de doenças. Caso seja preciso, ele também pode solicitar exames complementares para comprovar a doença periodontal.

Após o diagnóstico, o dentista faz a profilaxia, também chamada de limpeza, cujo objetivo é eliminar as placas bacterianas invisíveis a olho nu, as placas bacterianas calcificadas (tártaros) e as cáries. Na grande maioria dos casos, a profilaxia é suficiente para tratar o problema. No estágio mais severo da doença periodontal, o profissional também pode receitar a utilização de medicamentos como antibióticos ou anti-inflamatórios, tais como a cefalexina, flanax, amoxilina, clordox e clindamicina. Dessa forma, o paciente consegue recuperar a qualidade ideal da cavidade interna bucal, sem prejudicar diretamente o dia a dia.

Cárie e suas causas

plano de saúde odontológicoA cárie aparece no dente devido à proliferação de bactérias, dando origem às placas bacterianas. Caso essas placas não sejam retiradas com a higienização bucal diária e certa, elas podem se instalar no dente e atingir até mesmo a polpa dele, contaminando o canal. Por isso, é extremamente importante procurar por soluções logo na fase inicial, para que assim o paciente não corra o risco de perder ou causar o enfraquecimento do dente.

Os dentes que mostram lesões superficiais aparentes ou cavidades mais profundas, chamadas também de "furos", geralmente demonstram que uma cárie foi instalada. Em tais casos, o dentista do plano de saúde odontológico deve descobrir as causas da cárie do paciente, além de proporcionar o melhor tratamento para eliminá-la, que pode ser uma simples obturação ou aplicação de flúor nos casos mais simplificados e o tratamento de canal nos casos mais severos.

Dessa forma, ao longo da vida, dificilmente o indivíduo não desenvolverá a cárie pelo menos uma vez. Tal doença bucal afeta ao menos 2 milhões de pessoas por ano e é o principal motivo pelo qual as pessoas se consulta com um dentista pelo plano de saúde odontológico. Ela pode surgir já na fase infantil, por conta disso é extremamente importante cuidar da saúde bucal logo na primeira fase da vida. Em geral, as mais comuns causas da cárie nos dentes são:

  • Consumo excessivo de alimentos com açúcar ou carboidrato: alimentos açucarados ou com muito carboidratos propiciam a maior proliferação de bactérias, permitindo que surjam as cáries;
  • Alteração da imunidade: em algumas situações, a cárie dentária pode surgir porque a pessoa está sofrendo com alteração imunológica que prejudica a adequada produção de saliva, impossibilitando que o dente fique protegido da forma ideal;
  • Incorreta higienização bucal: muitas vezes, as pessoas adquirem cárie porque não escovam os dentes direito. Por isso, é necessário escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia, utilizando também o fio dental nesse processo. Os dentistas indicam que o antisséptico bucal seja utilizado antes de dormir, porque, durante as horas do sono, existe pouca produção salivar, o que estimula o acúmulo e proliferação de bactérias, favorecendo o aparecimento da cárie;
  • Negligenciar a consulta frequente com o dentista: recomenda-se que todas as pessoas agendem, pelo menos, duas consultas anualmente com um dentista, ainda que não percebam problemas aparentes na região bucal.

Fora isso, há outros fatores que ocasionam o aparecimento da cárie, como a idade (crianças e idosos são os principais grupos que apresentam cáries nos dentes), ingestão de alimentos que demoram a se dissolver na boca, azia, baixo fluxo salivar, localização do dente (pré-molares e molares têm maior facilidade para desenvolver a cárie) e transtornos alimentares.

Cárie sendo tratada pelo plano de saúde odontológico

Após conhecer as principais causas da cárie, o próximo passo é eliminá-la no consultório pelo plano de saúde odontológico. Afinal de contas, ao contrário do que certas pessoas imaginam, não é possível retirar a cárie somente com escovação ou então com receita caseira.

Caso for feita a obturação, o dentista retira a parte do dente, danificada pela cárie e consegue preenchê-la com materiais comumente realizados de resina, porcelana e liga de prata ou ouro. É normal que seja utilizada a porcelana ou a resina composta para os dentes da frente e as ligas de prata, ou ouro para os dentes pré-molares e molares.

Já na aplicação de flúor, o profissional do plano de saúde odontológico coloca o líquido no dente cariado com o objetivo de conter a desmineralização (perda de minerais) no dente. Nas situações mais avançadas, em que a cárie chegou até a raiz do dente, contaminando a dentina e atingindo o canal, o dentista do plano de saúde odontológico precisa fazer a endodontia.

Em tal procedimento, o profissional abre no dente um buraco, por meio de uma broca, e insere limas (pequenas agulhas) para alcançar a raiz do dente. Logo após essa etapa, ele tira a polpa contaminada, preenche o canal com um cimento odontológico e fecha o buraco no dente com uma coroa.

Regiões onde atendemos

  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Glicério
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque
  • Brasilândia
  • Cachoeirinha
  • Casa Verde
  • Imirim
  • Jaçanã
  • Jardim São Paulo
  • Lauzane Paulista
  • Mandaqui
  • Santana
  • Tremembé
  • Tucuruvi
  • Vila Guilherme
  • Vila Gustavo
  • Vila Maria
  • Vila Medeiros
  • Água Branca
  • Bairro do Limão
  • Barra Funda
  • Alto da Lapa
  • Alto de Pinheiros
  • Butantã
  • Freguesia do Ó
  • Jaguaré
  • Jaraguá
  • Jardim Bonfiglioli
  • Lapa
  • Pacaembú
  • Perdizes
  • Perús
  • Pinheiros
  • Pirituba
  • Raposo Tavares
  • Rio Pequeno
  • São Domingos
  • Sumaré
  • Vila Leopoldina
  • Vila Sonia
  • Aeroporto
  • Água Funda
  • Brooklin
  • Campo Belo
  • Campo Grande
  • Campo Limpo
  • Capão Redondo
  • Cidade Ademar
  • Cidade Dutra
  • Cidade Jardim
  • Grajaú
  • Ibirapuera
  • Interlagos
  • Ipiranga
  • Itaim Bibi
  • Jabaquara
  • Jardim Ângela
  • Jardim América
  • Jardim Europa
  • Jardim Paulista
  • Jardim Paulistano
  • Jardim São Luiz
  • Jardins
  • Jockey Club
  • M'Boi Mirim
  • Moema
  • Morumbi
  • Parelheiros
  • Pedreira
  • Sacomã
  • Santo Amaro
  • Saúde
  • Socorro
  • Vila Andrade
  • Vila Mariana
  • Água Rasa
  • Anália Franco
  • Aricanduva
  • Artur Alvim
  • Belém
  • Cidade Patriarca
  • Cidade Tiradentes
  • Engenheiro Goulart
  • Ermelino Matarazzo
  • Guianazes
  • Itaim Paulista
  • Itaquera
  • Jardim Iguatemi
  • José Bonifácio
  • Moóca
  • Parque do Carmo
  • Parque São Lucas
  • Parque São Rafael
  • Penha
  • Ponte Rasa
  • São Mateus
  • São Miguel Paulista
  • Sapopemba
  • Tatuapé
  • Vila Carrão
  • Vila Curuçá
  • Vila Esperança
  • Vila Formosa
  • Vila Matilde
  • Vila Prudente
  • São Caetano do sul
  • São Bernardo do Campo
  • Santo André
  • Diadema
  • Guarulhos
  • Suzano
  • Ribeirão Pires
  • Mauá
  • Embu
  • Embu Guaçú
  • Embu das Artes
  • Itapecerica da Serra
  • Osasco
  • Barueri
  • Jandira
  • Cotia
  • Itapevi
  • Santana de Parnaíba
  • Caierias
  • Franco da Rocha
  • Taboão da Serra
  • Cajamar
  • Arujá
  • Alphaville
  • Mairiporã
  • ABC
  • ABCD
  • Bertioga
  • Cananéia
  • Caraguatatuba
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Ilha Comprida
  • Iguape
  • Ilhabela
  • Itanhaém
  • Mongaguá
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Vicente
  • Praia Grande
  • Ubatuba
  • São Sebastião
  • Peruíbe

Estados onde atendemos

  • Rio de Janeiro
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu
  • Niterói
  • Belford Roxo
  • São João de Meriti
  • Campos dos Goytacazes
  • Petrópolis
  • Volta Redonda
  • Magé
  • Itaboraí
  • Mesquita
  • Nova Friburgo
  • Barra Mansa
  • Macaé
  • Cabo Frio
  • Nilópolis
  • Teresópolis
  • Resende
  • Belo Horizonte
  • Uberlândia
  • Contagem
  • Juiz de Fora
  • Betim
  • Montes Claros
  • Ribeirão das Neves
  • Uberaba
  • Governador Valadares
  • Ipatinga
  • Santa Luzia
  • Sete Lagoas
  • Divinópolis
  • Ibirité
  • Poços de Caldas
  • Patos de Minas
  • Teófilo Otoni
  • Sabará
  • Pouso Alegre
  • Barbacena
  • Varginha
  • Conselheiro Lafeiete
  • Araguari
  • Itabira
  • Passos
  • Serra
  • Vila Velha
  • Cariacica
  • Vitória
  • Cachoeiro de Itapemirim
  • Linhares
  • São Mateus
  • Colatina
  • Guarapari
  • Aracruz
  • Viana
  • Nova Venécia
  • Barra de São Francisco
  • Santa Maria de Jetibá
  • Castelo
  • Marataízes
  • São Gabriel da Palha
  • Domingos Martins
  • Itapemirim
  • Afonso Cláudio
  • Alegre
  • Baixo Guandu
  • Conceição da Barra
  • Guaçuí
  • Iúna
  • Jaguaré
  • Mimoso do Sul
  • Sooretama
  • Anchieta
  • Pinheiros
  • Pedro Canário
  • Bertioga
  • Caraguatatuba
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Ilhabela
  • Itanhaém
  • Mongaguá
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Vicente
  • Praia Grande
  • Ubatuba
  • São Sebastião
  • Peruíbe
  • São José dos campos
  • Campinas
  • Jundiaí
  • Sorocaba
  • Indaiatuba
  • São José do Rio Preto
  • Itatiba
  • Amparo
  • Barueri
  • Ribeirão Preto
  • Marília
  • Louveira
  • Paulínia
  • Bauru
  • Valinhos
  • Bragança Paulista
  • Araraquara
  • Americana
  • Atibaia
  • Taubaté
  • Araras
  • São Carlos
  • Itupeva
  • Mendonça
  • Itu
  • Vinhedo
  • Marapoama
  • Votuporanga
  • Hortolândia
  • Araçatuba
  • Jaboticabal
  • Sertãozinho
  • Curitiba
  • Londrina
  • Maringá
  • Ponta Grossa
  • Cascavel
  • São José dos Pinhais
  • Foz do Iguaçu
  • Colombo
  • Guarapuava
  • Paranaguá
  • Araucária
  • Toledo
  • Apucarana
  • Pinhais
  • Campo Largo
  • Almirante Tamandaré
  • Umuarama
  • Paranavaí
  • Piraquara
  • Cambé
  • Sarandi
  • Fazenda Rio Grande
  • Paranavaí
  • Francisco Beltrão
  • Pato Branco
  • Cianorte
  • Telêmaco Borba
  • Castro
  • Rolândia
  • Joinville
  • Florianópolis
  • Blumenau
  • Itajaí
  • São José
  • Chapecó
  • Criciúma
  • Jaraguá do sul
  • Lages
  • Palhoça
  • Balneário Camboriú
  • Brusque
  • Tubarão
  • São Bento do Sul
  • Caçador
  • Concórdia
  • Camboriú
  • Navegantes
  • Rio do Sul
  • Araranguá
  • Gaspar
  • Biguaçu
  • Indaial
  • Mafra
  • Canoinhas
  • Itapema
  • Porto Alegre
  • Caxias do Sul
  • Pelotas
  • Canoas
  • Santa Maria
  • Gravataí
  • Viamão
  • Novo Hamburgo
  • São Leopoldo
  • Rio Grande
  • Alvorada
  • Passo Fundo
  • Sapucaia do Sul
  • Uruguaiana
  • Santa Cruz do Sul
  • Cachoeirinha
  • Bagé
  • Bento Gonçalves
  • Erechim
  • Guaíba
  • Cachoeira do Sul
  • Santana do Livramento
  • Esteio
  • Ijuí
  • Alegrete
  • Recife
  • Jaboatão dos Guararapes
  • Olinda
  • Caruaru
  • Petrolina
  • Paulista
  • Cabo de Santo Agostinho
  • Camaragibe
  • Garanhuns
  • Vitória de Santo Antão
  • Igarassu
  • São Lourenço da Mata
  • Abreu e Lima
  • Santa Cruz do Capibaribe
  • Ipojuca
  • Serra Talhada
  • Araripina
  • Gravatá
  • Carpina
  • Goiana
  • Belo Jardim
  • Arcoverde
  • Ouricuri
  • Escada
  • Pesqueira
  • Surubim
  • Palmares
  • Bezerros
  • Salvador
  • Feira de Santana
  • Vitória da Conquista
  • Camaçari
  • Itabuna
  • Juazeiro
  • Lauro de Freitas
  • Ilhéus
  • Jequié
  • Teixeira de Freitas
  • Alagoinhas
  • Barreiras
  • Porto Seguro
  • Simões Filho
  • Paulo Afonso
  • Eunápolis
  • Santo Antônio de Jesus
  • Valença
  • Candeias
  • Guanambi
  • Jacobina
  • Serrinha
  • Senhor do Bonfim
  • Dias d'Ávila
  • Luís Eduardo Magalhães
  • Itapetinga
  • Irecê
  • Campo Formoso
  • Casa Nova
  • Brumado
  • Bom Jesus da Lapa
  • Conceição do Coité
  • Itamaraju
  • Itaberaba
  • Cruz das Almas
  • Ipirá
  • Santo Amaro
  • Euclides da Cunha
  • Fortaleza
  • caucacia
  • Juazeiro do Norte
  • Maracanaú
  • Sobral
  • Crato
  • Itapipoca
  • Maranguape
  • Iguatu
  • Quixadá
  • Canindé
  • Pacajus
  • Crateús
  • Aquiraz
  • Pacatuba
  • Quixeramobim
  • São Luís
  • Imperatriz
  • São José de Ribamar
  • Timon
  • Caxias
  • Codó
  • Paço do Lumiar
  • Açailândia
  • Bacabal
  • Balsas
  • Barra do Corda
  • Teresina
  • São Raimundo Nonato
  • Parnaíba
  • Picos
  • Uruçuí
  • Floriano
  • Piripiri
  • Campo Maior
  • Goiânia
  • Aparecida de Goiânia
  • Anápolis
  • Rio Verde
  • Luziânia
  • Águas Lindas de Goiás
  • Valparaíso de Goiás
  • Trindade
  • Formosa
  • Novo Gama
  • Itumbiara
  • Senador Canedo
  • Catalão
  • Jataí
  • Planaltina
  • Caldas Novas
  • Campo Grande
  • Dourados
  • Três Lagoas
  • Corumbá
  • Ponta Porã
  • Cuiabá
  • Várzea Grande
  • Rondonópolis
  • Sinop
  • Tangará da Serra
  • Cáceres
  • Sorriso
  • Manaus
  • Parintins
  • Itacoatiara
  • Manacapuru
  • Coari
  • Centro Amazonense
  • Belém
  • Ananindeua
  • Santarém
  • Marabá
  • Castanhal
  • Parauapebas
  • Itaituba
  • Cametá
  • Bragança
  • Abaetetuba
  • Bragança
  • Marituba